Reviver a EN2 - Portugal de Norte a Sul (T-1065)

1º Dia: Lisboa / Fafe / Chaves
Partida de Lisboa com paragens em percurso por Coimbra, Sandim para Fafe. Almoço livre. Saída por Arco de Baúlhe para Chaves. Visita ao centro histórico. Esta cidade foi importante bastião Romano. Dessa época resta um legado histórico. Realce para a ponte sobre o rio Tâmega, a torre de Menagem e a restaurada praça de Camões. Aqui se situa o início da EN2 principal objectivo deste circuito de Norte a Sul de Portugal continental. Jantar e alojamento.

2º dia: Chaves / Lamego / Viseu
Pequeno-almoço. Partida iniciando o percurso panorâmico na EN2 por Vidago para Pedras Salgadas, Vila Pouca de Aguiar para Vila Real. As peças de barro de Bisalhães, são uma excelente recordação e não esquecer de degustar os doces locais, como os pitos de Sta Luzia ou as cristas de galo. Saída por Cumeeira, Santa Marta de Penaguião para desfrutar da paisagem única das vinhas do Douro, descendo até Peso da Régua. Visita a quinta do Douro com prova de vinho. Saída para Lamego. Tempo para visita ao centro histórico e à Sé. Almoço livre. De tarde saída com panorâmica do vale do rio Balsemão, Mezio, Castro Daire com o belo vale do rio Paiva e chegada a Viseu. Visita pedonal pelo centro histórico, onde se destaca catedral, igreja da misericórdia, os trechos que restam das antigas muralhas e claro a sua rua Direita, repleta de comércio tradicional. Jantar e alojamento.

3º dia: Viseu / Vila Nova de Poiares / Abrantes
Pequeno-almoço. Partida por Tondela e daí ligação ao Caramulo. Antiga estância de saúde onde teve origem o museu local com vertentes artística e automobilística, a mais conhecida a nível internacional. Voltando a Tondela e à EN2, saída por Santa Comba Dão, perspectiva da albufeira da Aguieira, Oliveira do Mondego e Penacova. Visita ao miradouro sobre o rio Mondego e chegada a Vila Nova de Poiares. Almoço livre. De tarde, partida por Olho Marinho, acompanhando o rio Ceira até Góis, Alvares, Pedrogão Grande e panorâmica da barragem do Cabril desde o miradouro de Nª Sra da Confiança. Segue-se Pedrogão Pequeno, Sertã e visita ao picoto da Melriça, centro geodésico de Portugal continental. Saída por Vila de Rei para Abrantes. Visita ao Outeiro de São Pedro, que para além do baluarte defensivo, proporciona uma excelente paisagem sobre o rio Tejo e suas margens. Chegada ao hotel. Jantar e alojamento.

4º dia: Abrantes / Montemor-o-Novo / Évora
Pequeno-almoço. Partida por Rossio ao Sul do Tejo para Ponte de Sor. Visita ao museu Municipal dedicado ao Arroz, instalado no Centro de Artes e Cultura com varias curiosidades. Panorâmica da albufeira e barragem de Montargil, Mora e Montemor-o-Novo. Visita ao castelo com extraordinária paisagem sobre o planalto alentejano. Continuação por Santiago de Escoural para Évora. Almoço livre. Panorâmica desta monumental cidade, classificada como património da humanidade. Visita pedonal pelo templo de Diana, Sé, praça do Giraldo e igreja de São Francisco. Visita à fundação Eugénio de Almeida com excelente espólio regional, com prova de vinho da produção própria. Restante tempo livre. Jantar e alojamento.

5º dia: Évora / Aljustrel / Faro
Pequeno-almoço. Partida por Santiago de Escoural para retomar a EN2, pelas pitorescas localidades alentejanas de Alcáçovas, Torrão, Ferreira do Alentejo, panorâmica da albufeiras e barragens de Odivelas e do Roxo para Aljustrel. Visita ao museu municipal, com reconhecimento internacional pelo seu espólio arqueológico e mineiro. Panorâmica da área de exploração mineira. Almoço livre. De tarde saída por Castro Verde e Almodôvar. Aqui se inicia o trecho da EN2 considerado estrada património, atravessando a serra do Caldeirão com paragens em percurso por Cortelha e Barranco do Velho até São Brás de Alportel. Continuação por Estói para Faro comemorando a chegada junto à placa dos 738,5 quilómetros da EN2. Jantar e alojamento.

6º dia: Faro / Grândola / Lisboa
Pequeno-almoço. Manhã livre para visitar a cidade, com destaque para o centro histórico, zona mais antiga da cidade capital da província algarvia, onde se realçam as muralhas, com acesso pelos Arcos da Vila, do Repouso e Porta Nova até à Catedral. Tempo também para comprar recordações nas movimentadas ruas do centro da capital algarvia. Almoço livre. De tarde partida por Ferreiras, Ourique, Grândola e regresso a Lisboa.



Nota: A Estrada Nacional número 2 (EN2), foi classificada em 1945, juntando alguns troços já existentes, caminhos romanos e outras ligações secundarias. Tornou-se na mais extensa estrada nacional com 738,5 quilómetros de Chaves a Faro e uma das maiores da Europa. Atravessa 11 distritos e 33 municípios. Neste circuito será percorrida a EN2 em toda a sua extensão com tempo para apreciar, com paragens estratégicas para obtenção de fotos em locais turísticos e emblemáticos como os principais marcos de quilometragem.


Fim dos nossos serviço