Aldeias da Beira (T-1021)

Aldeias da Beira (T-1021)
Desde 314€

por pessoa

1º dia: Lisboa / Alcaria / Covilhã
Partida de Lisboa por Torres Novas e Gavião para visita à singela aldeia histórica de Castelo Novo. Continuação para Alcaria. Almoço. De tarde, partida por Proença-a-Velha para visita a Monsanto, situada em localização estratégica e com a sua população afável que mantém tradições como o adufe. Continuação por Penamacor para Sortelha. Visita a uma das mais belas aldeias, com o seu pelourinho manuelino, casas brasonadas recuperadas a rigor e portas de muralhas altaneiras. Percurso pedonal pelas suas ruas. Continuação para a Covilhã. Jantar e alojamento.

2º dia: Covilhã / Coja / Pampilhosa da Serra
Pequeno-almoço. Partida por Tortosendo, bordeando a serra da estrela por Vide e Foz de Égua para Piódão. Visita à pitoresca aldeia de xisto, anichada na serra do Açor, é um convite à fotografia. Continuação para visita da Fraga da Pena, local de rara beleza e saída por Benfeita para Coja, situada na margem do rio Alva. Almoço. De tarde continuação para visita à aldeia de Fajão, actualmente uma referência de preservação em local de rara beleza. Saída por Vidual e albufeira de Santa Luzia com visita ao miradouro sobre a barragem. Continuação pelas aldeias de Janeiro de Cima e Janeiro de Baixo, situadas no vale do rio Zêzere com paragens para fotos. Chegada a Pampilhosa da Serra. Jantar e alojamento.

3º dia: Pampilhosa da Serra / Sertã / Lisboa 
Pequeno-almoço. Partida para visita à aldeia de Álvaro, com localização privilegiada, no sinuoso vale do rio Zêzere. Saída para Pedrogão Pequeno com breve paragem para fotos e visita ao miradouro de Nª Sra. da Confiança com paisagem sobre a barragem do Cabril e continuação para Casal de São Simão. Visita à pitoresca aldeia construída em xisto e com uma só rua principal, mas muito encanto. Saída para a Sertã. Almoço. De tarde, partida por Proença-a-Nova e Vale de Urso para visita à aldeia de xisto de Figueira. Em plena recuperação, foi construída em desenho peculiar com objectivo da protecção dos habitantes ao ataque dos lobos, outrora com o fecho das ruas com portas. Partida por Peral, Abrantes, Torres Novas e regresso a Lisboa.


Fim dos nossos serviços